Home / Agenda de Eventos / Notícias / Praias seguem em boas condições de balneabilidade
Praias seguem em boas condições de balneabilidade

Praias seguem em boas condições de balneabilidade

Boletim de Balneabilidade (9.), emitido nesta sexta-feira (14) pelo Instituto Água e Terra, indica um novo ponto com más condições para banho. Além da Ponta da Pita, em Antonina, e o Rio Marumbi, próximo à ponte Estrada Anhaia, em Morretes, agora o Rio Nhundiaquara, no Largo Lamenha Lins, em Morretes, aparece como impróprio para banho nessa semana.

O Rio Nhundiaquara, em Porto de Cima, Morretes, voltou a apresentar boas condições para banho. A qualidade das águas no Interior até o momento não sofreu alterações.

“O resultado alterado no Largo Lamenha Lins se dá em razão da maior intensidade de chuva no mês de fevereiro que pode ser mais forte em alguns pontos”, explica a gerente de Licenciamento Ambiental do Instituto Água e Terra, Ivonete Coelho. “Em Porto de Cima o resultado da coleta dessa semana apontou um índice menor de bactéria”, acrescenta.

Anualmente, técnicos do instituto monitoram a qualidade das águas no período de maior fluxo de veranistas para avaliar a concentração das bactérias Escherichia coli (E.coli) na água. Quanto maior a quantidade, maior a possibilidade da existência de agentes patogênicos que podem colocar em risco a saúde dos banhistas, provocando problemas gastrointestinais, como vômitos e diarreias.

LITORAL – São monitorados 49 pontos de toda a orla: 13 em Guaratuba, 14 em Matinhos, 11 em Pontal do Paraná, 6 na Ilha do Mel, 3 em Morretes e 2 em Antonina.

O boletim também aponta dez rios, canais e galerias considerados permanentemente impróprios para banho no Litoral, independentemente da época do ano. No boletim, eles estão destacados em letras maiúsculas.

INTERIOR – No Interior são monitorados pontos de prainhas e rios nas cidades de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Missal, Santa Helena, Entre Rios do Oeste, Marechal Cândido Rondon e Primeiro de Maio.

SINALIZAÇÃO – O veranista pode se orientar de acordo com as bandeiras na orla das praias, nos rios e nos reservatórios, que indicam se os locais estão próprios ou impróprios para banho.

A sinalização informa a condição da água a 100 metros à direita e à esquerda de cada bandeira. A cor vermelha significa que a água não é recomendada e a azul que a região está própria para banho. (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Vá para o topo