Turismo e Lazer

Prefeitura lança o mapa turístico do município

Publicado

em

Na quarta-feira (24), o prefeito de Campina Grande do Sul, Bihl Zanetti assinou o Projeto que será encaminhado para a Câmara Municipal, referente à criação do Conselho e Fundo Municipal de Turismo. Ocorreu também a entrega do mapa turístico nos meios físico e digital.

Após a aprovação desta iniciativa inédita, que visa estimular o turismo local, será criado o conselho de administração do fundo municipal de turismo – que ficará responsável por promover o turismo em geral em Campina Grande do Sul. O Conselho Municipal terá autonomia para a aplicação dos recursos.

O mapa turístico traz os atrativos da cidade, divulgando 25 opções diferentes de lazer. Turismo religioso, hotéis, locais para a prática esportiva, restaurantes, ecoturismo e estabelecimentos comerciais, são alguns dos lazeres divulgados neste mapa. O mapa físico estará disponível nos estabelecimentos participantes do mapa e nas repartições públicas, já o mapa digital poderá ser acessado através de um link que está no site da prefeitura, havendo a possibilidade de enviar a localização do empreendimento para smartphones, o que facilitará o deslocamento dos visitantes.

“A atividade turística contribuirá para o desenvolvimento da nossa cidade e movimentará a economia. Com o crescimento do turismo local o emprego da mão-de-obra aumentará consideravelmente, o setor gastronômico poderá expandir seus empreendimentos, além de novos empregos que serão gerados”, disse o prefeito. (Fotos: Sandro Fonseca/PMCGS)

Continuar Lendo
Click para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo e Lazer

Conservatório de MPB abre inscrições para novos alunos

Publicado

em

CURITIBA – O Conservatório de Música Popular Brasileira (MPB) abrirá, nesta quarta-feira (8/7), a primeira fase de inscrições de novos alunos para os 21 cursos regulares ofertados pelo espaço cultural. Como no primeiro período deste ano, todos serão on-line, para manter o público em casa e ajudar no controle da disseminação da covid-19. O prazo vai até 28 de julho, pelo site www.conservatoriodempb.com.br.

Os cursos são pagos e distribuídos em quatro modalidades: canto, instrumentos (acordeom, bandolim, bateria, canto popular, cavaquinho, clarinete, flauta transversal, guitarra, percussão, piano, saxofone, trombone, trompete, violão, viola caipira e violão 7 cordas), teoria (Leitura e Estruturação Musical/LEM, harmonia funcional, história da MPB e composição e arranjo instrumental em MPB) e para crianças (bateria, violão e piano). As aulas começam em 17 de agosto.

Também em decorrência das medidas sanitárias para conter a pandemia, desta vez não será oferecida a opção Práticas de Conjunto. Como o aprendizado precisa se dar em aulas presenciais, ela retornará à grade de cursos em 2021.

Para se inscrever e cursar

Para a primeira fase, o candidato deverá consultar o edital e preencher a ficha de inscrição. O procedimento é grátis. A lista de selecionados será publicada em 31 de julho. Os selecionados serão submetidos a um teste de nivelamento, também on-line, entre os dias 3 e 5 de agosto. A lista com os aprovados estará disponível em 7 de agosto.

As matrículas deverão ser feitas entre 10 e 14 de agosto. Cada candidato poderá se inscrever em mais de um curso. Os aprovados na fase final e que estiverem matriculados como pagantes em cursos de instrumentos ou canto poderão cursar gratuitamente uma disciplina teórica.

O Conservatório

Mantido pela Fundação Cultural de Curitiba e administrado pelo Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), há quase 27 anos o Conservatório de MPB é o centro público de referência em música popular brasileira em Curitiba. Desde 1993, ele reúne no número 66 da Rua São Francisco, no Centro Histórico, professores e estudantes dedicados ao ensino, à pesquisa, produção e divulgação de eventos artístico-culturais no segmento.

A cada semestre, o espaço cultural registra cerca de 900 alunos buscando aprendizado e aperfeiçoamento a preços acessíveis, com o suporte de professores experientes. Além disso, mantém quatro grupos artísticos: as orquestras à Base de Sopro e à Base de Corda, o Coral Brasileirinho, o Vocal Brasileirão e o Grupo Brasileiro.

Serviço: Conservatório de MPB – admissão de novos alunos

Inscrições: 8 a 28 de julho pelo site www.conservatoriodempb.com.br, grátis

Valores:
Cursos de instrumentos ou canto (aulas em grupo) – 5 x R$ 120
Curso de clarinete (aulas em dupla) – 5 x R$ 160
Disciplinas teóricas (aulas em grupo) – 5 x R$ 50

Informações: secretariacmpb@curitiba.pr.gov.br
Informações pedagógicas: marielopes@curitiba.pr.gov.br
Início das aulas – 17/8

Cursos ofertados (todos on-line)
A partir de 13 anos completos: acordeom, bandolim, bateria, canto popular, cavaquinho, clarinete, flauta transversal, guitarra, percussão, piano, saxofone, trombone, trompete, violão, violão 7 cordas e viola caipira. Carga horária: 16 aulas de 1h.

Composição e arranjo instrumental em MPB, LEM (Linguagem e Estruturação Musical), harmonia funcional e história da MPB. Carga horária: 16 aulas de 2h.

Crianças e 7 a 12 anos: bateria, piano e violão. Carga horária: 16 aulas de 1h.

(Fonte: SCPMC/FOTO: Divulgação)

Continuar Lendo

Turismo e Lazer

Estado recebe área da União para a Base Náutica de Guaratuba

Publicado

em

A União autorizou a cessão ao Governo do Estado de um imóvel para a implantação da Base Náutica de Guaratuba, no Litoral. Localizada na Rua Capitão João Pedro, no Centro da cidade, a área tem cerca de 2,5 mil metros quadrados, incluindo terrenos da Marinha, e conta também com um espaço físico de 520 metros quadrados construído em águas públicas.

A portaria da Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União que autoriza a cessão foi publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (06).

A Base Náutica contará com um ancoradouro para embarque e desembarque, com capacidade para três embarcações simultaneamente, além de um receptivo náutico para atendimento ao público e estacionamento.

 “Este é mais um projeto do Governo do Estado para o desenvolvimento do Litoral paranaense”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Guaratuba e os outros municípios litorâneos têm muitas belezas e uma capacidade enorme de receber mais turistas. O governo busca incentivar e prover a infraestrutura para ampliar essa visitação, o que gera emprego e renda na região”, diz.

PROJETO – A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo e a Paraná Turismo já contam com um projeto para a ocupação do local, elaborado pela Paraná Edificações. A previsão é que seja feita uma concessão à iniciativa privada, processo que está em fase de estudo e de viabilidade, para avaliar como será a construção e a gestão da Base Náutica.

 A locação ou arrendamento do imóvel para exploração comercial estão previstos na portaria, desde que sejam feitos os procedimentos licitatórios previstos em lei.

“O terreno locado em Guaratuba pertence à União e o Estado precisava dessa autorização para poder utilizar o espaço”, explica a diretora Técnica da Paraná Turismo, Isabella Tioqueta. “A cessão de uso nos adianta uma etapa e facilita o processo de concessão”, ressalta.

CESSÃO – De acordo com a portaria, o prazo de cessão do imóvel será de dez anos, contados a partir da assinatura do contrato, prorrogável pelo mesmo período. A implantação da Base Náutica tem um prazo de 24 meses após a assinatura, que é condicionada à obtenção de todos os licenciamentos, autorizações, documentos e alvarás necessários ao funcionamento da estrutura náutica. (ANPr)

 

Estado recebe área da União para a Base Náutica de Guaratuba. Foto: Divulgação/PRTUR

Continuar Lendo

Turismo e Lazer

Biblioteca Pública Oferta oficina de leitura e escrita

Publicado

em

A Biblioteca Pública do Paraná está com inscrições abertas para o seu primeiro curso online: De Próprio Punho — Oficina de Leitura e Escrita, ministrado pelo professor Rafael Ginane Bezerra. As aulas acontecem ao vivo, todas as segundas-feiras, das 17h30 às 19h30, a partir do dia 13, e seguem até 9 de novembro.

Para se inscrever gratuitamente, os interessados devem enviar um parágrafo, até o dia 8, para o e-mail rginane@gmail.com, explicando por que estão procurando a oficina. São 15 vagas disponíveis.

Segundo o professor, o curso é inspirado em uma experiência concebida pelas escritoras argentinas María Teresa Andruetto e Lilia Lardone. “Sugere-se um modelo de oficina ancorado na lógica horizontal da mediação, no qual um coordenador compartilha a leitura de textos breves para, em seguida, através de atividades práticas, fundamentar exercícios de expressão e de exploração do imaginário. Assim, o funcionamento da oficina pressupõe uma concepção particular de aprendizagem que, por ser estruturante, delimita suas principais características”, diz.

Para Ginane, a omissão do adjetivo “literária” no nome da oficina explica a natureza de sua proposta. “Geralmente, nós, pessoas comuns, apesar do anseio por uma relação íntima com a leitura e a escrita, associamos essas práticas aos espaços da alta cultura. Alheios às formalidades desses espaços, terminamos por naturalizar a ideia de que ler e escrever são capacidades, ou dons, que caracterizam alguns poucos”.

Rafael Ginane Bezerra é sociólogo e professor de Didática na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Participou de oficinas de escrita em Córdoba, na Argentina, onde fez pós-doutorado em Didática da Leitura e da Escrita. É autor dos livros de contos A Dor de Uma Família, e Rua Professor Cleto, 381.

SERVIÇO: De Próprio Punho — Oficina de Leitura e Escrita.
Todas as segundas-feiras, das 17h30 às 19h30, a partir do dia 13.
Inscrições gratuitas até o dia 8 de julho pelo e-mail rginane@gmail.com

Continuar Lendo

Tendência