Cidades

Pinhais participa do programa Paraná Mais Verde

Publicado

em

Na tarde desta segunda-feira (23) a prefeita de Pinhais, Marli Paulino, ao lado da vice-prefeita, Rosa Maria, e da secretária Municipal de Meio Ambiente, Rosana Boeira Ilheu, estiveram no Colégio Estadual Amyntas de Barros (Pineville) para o lançamento na cidade do programa Paraná Mais Verde, do Governo do Estado, onde foram plantadas no jardim da unidade quatro árvores (dois ipês-roxos e dois ipês-amarelos).

Além das autoridades locais, também participaram do plantio o presidente da Celepar, Leandro Moura; a chefe do Núcleo Regional de Educação da Área Metropolitana Norte, Débora Zanchettin; Anderfabio Oliveira dos Santos, assistente técnico da chefia do Núcleo Regional de Educação da Área Metropolitana Norte; a diretora do Colégio, Gilmara Inocência de Souza Santos; Meyre Martins de Assis, da coordenação de integração socioambiental; entre outros.

Para a prefeita Marli Paulino, são ações simples como essa que gera mais consciência ambiental em todos, destacando a importância de educar as crianças e jovens sobre a necessidade da preservação do meio ambiente. A prefeita lembrou ainda que Pinhais faz o dever de casa com uma série de trabalhos de cuidado e preservação ao meio ambiente, entre eles está o programa Mutirão de Limpeza, que nesta semana chega a sua 52ª edição e que realiza uma série de ações nos bairros da cidade. Além disso, na última semana Pinhais realizou a 5ª edição do Seminário Metropolitano de Educação Ambiental.

Pinhais também é destaque nacional no modelo de gestão ambiental municipal e no desenvolvimento de políticas públicas ambientais ao receber o Prêmio Destaque em Gestão Ambiental Municipal, em junho recente, no II Fórum Brasil de Gestão Ambiental, em Campinas-SP. Entre outras ações ambientais de destaque realizada em Pinhais está a criação de Parques Lineares que realocaram pessoas que viviam em situação de risco, recuperando as margens dos rios e criando espaços de convivência social, de lazer, esportiva e ambiental.

Paraná Mais Verde
Durante toda segunda-feira (23) mais de 413 mil mudas de espécies nativas do Estado foram levadas para 2.146 escolas da rede pública estadual, nos 399 municípios paranaenses. A iniciativa é alusiva ao Dia da Árvore, celebrado no sábado (21), e marca também o início da Primavera. Além das unidades escolares, foram distribuídas mudas para que os alunos possam levar para casa, além da implantação de viveiros municipais e de hortas comunitárias.

(Fonte: PMP)

Continuar Lendo
Click para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Rodízio de água na RMC até dia 26

Publicado

em

A falta de chuva significativa segue afetando o abastecimento de água na Região Metropolitana de Curitiba. A semana começou com os níveis dos quatro reservatórios em 33,47%. Nos últimos dez anos, este tem sido o período de maior baixa das barragens que compõem o Sistema de Abastecimento Integrado – Iraí 13,59%; Passaúna 35,54%; Piraquara I 25,25%; e Piraquara II 93,06%.

Além do rodízio e da contribuição da população no uso racional da água, a Sanepar antecipa obras e implanta medidas emergenciais que aumentam o volume de água nas barragens.

O objetivo é que o sistema de reservação chegue com níveis mínimos que possibilitem o abastecimento, mesmo que em forma de rodízio, até a regularização das chuvas. Embora o período chuvoso tenha início, no calendário, em setembro/outubro, as previsões dos institutos de meteorologia são de meses com precipitações abaixo da média histórica, segundo o Simepar.

Por isso, o uso econômico e racional da água é imprescindível.

Confira a tabela do rodízio até 26 de julho.

Continuar Lendo

Cidades

Municípios da RMC fazem pacto para conter a pandemia

Publicado

em

Os municípios da Região Metropolitana de Curitiba formalizaram nesta segunda-feira (06), durante reunião do Fórum Metropolitano de Combate à Covid-19, um pacto para alinhamento de condutas de prevenção e controle do coronavírus. 

Sugerido pelo prefeito de Campo Largo, Marcelo Puppi, o Pacto Metropolitano foi encampado pelos demais prefeitos como estratégia para garantir unidade nas decisões relacionadas ao controle da pandemia e reafirma o compromisso de todos os municípios no cumprimento do decreto estadual que estabeleceu quarentena mínima de 14 dias para conter a propagação do vírus.

“Esse não é um problema isolado, por isso é importante o alinhamento para podermos gradativamente, e com segurança, voltar à normalidade”, disse o chefe da Casa Civil do Paraná, Guto Silva, na videoconferência promovida pela Assomec – Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba.

Segundo ele, o Governo já começa a perceber os resultados dos primeiros seis dias de quarentena que determina medidas mais restritivas. “Nosso objetivo é alcançar 55% de isolamento social, ainda não chegamos lá, mas a boa notícia é que a Região Metropolitana de Curitiba já está acima das outras regiões abrangidas pelo decreto”, disse.

LITORAL – Guto Silva também anunciou a inclusão dos municípios do Litoral na quarentana. Decreto nº 5041, assinado nesta segunda, acrescentou a 1ª Regional de Saúde de Paranaguá entre aquelas abrangidas pelo decreto publicado em 30 de junho. As medidas para os municípios do Litoral passam a valer a partir de quarta-feira (08).

UNIÃO – A videoconferência também avaliou resultados e discutiu estratégias para a retomada da atividade econômica. Para o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, a primeira semana da quarentena teve boa adesão na Capital. “Tivemos apenas 47 ocorrências de fechamento de estabelecimentos apenas no fim de semana, ou seja, a grande maioria está cumprindo as medidas”, afirmou. (ANPr)

Continuar Lendo

Cidades

Começou no sábado (30) lockdown na área rural de Quatro Barras

Publicado

em

O Prefeito Angelo Andreatta – Lara decretou na sexta-feira (29), lockdown na área rural de Quatro Barras. A medida foi anunciada pelo prefeito em live publicada em rede social oficial do município. Durante a live, Lara que estava acompanhado do Comitê de Enfrentamento a covid-19, coordenadora, equipe de vigilância, biomédico, enfermeiras e a guarda municipal, afirmou que a medida é necessária para diminuir a curva de contágio do covid-19 no município.

“Após reuniões com o Comitê de Enfrentamento à Covid-19, anúncio o decreto de lockdown na área rural de Quatro Barras, tendo em vista o aumento dos casos de covid-19, e uma morte no município. Estou decretando bloqueio de toda a região rural, principalmente as que envolvem o Palmitalzinho, a Campininha, o Rio do Meio, Ribeirão do Tigre, Fazenda Lagoinha e a Estrada do Pocinho. A partir de hoje, toda essa região estará bloqueada com a supervisão da Guarda Municipal, com o acompanhamento da Vigilância e o apoio da Coordenação da Saúde. Pedimos que a comunidade ajude com relação a esse bloqueio, compreenda e apoie esse decreto que é necessário para que não haja contaminação comunitária para os outros bairros, essa medida é importante para termos mais tempo, para aliviar a curva, para reduzir a contaminação do coronavírus no município. Que Deus nos abençoe”, finalizou o prefeito.

Ruas bloqueadas

Haverá bloqueio total das ruas Nossa Senhora da Luz com acesso a BR-116, bloqueio total da Rua Ribeirão do Tigre com acesso a BR-116, fechamento total da Estrada Antiga da Casa de Pedra, assim como o bloqueio da Estrada do Pocinho. Serão liberados com controle de acesso a entrada da Campininha pelo Florestal – entrada pela rua Vicente Vidolin (próximo ao posto Costa Brava) assim como o acesso da Estrada da Graciosa com a BR 410.

Da redação

Continuar Lendo

Tendência