Cidades

Santa Mônica Clube de Campo realizará Eleições para triênio 2020-2023

Publicado

em

No dia 22 de março de 2020, das 9h às 17h, o Santa Mônica Clube de Campo realizará, em Assembleia Geral Ordinária, as suas eleições para o triênio 2020-2023, no Salão Social. O presidente do Clube, Gilberto Foltran, no uso de suas atribuições, e na forma dos Artigos 63, Inciso II e 97, Parágrafo Único do Estatuto, pelo presente Edital convoca os associados que preenchem os requisitos estatutários para participarem desse ato tão importante para todos os Moniquenses. As Eleições serão para Presidentes e Membros dos Conselhos Deliberativo, Diretor e Fiscal.

Três chapas disputam as eleições e foram homologadas pela Junta Eleitoral. São elas: Coração Moniquense, Renovação com Transparência e Movimento Moniquense com os candidatos à Presidência Carlos Carnasciali Cavichiolo, Clarenz Inez Venturin Ishikawa e Edson Mahmud, respectivamente. Conheça as chapas completas no link https://www.santamonica.rec.br/institucional/eleicoes-2020/ e, os seus planos de ação, estarão disponíveis em breve.

Quem pode votar?

Associados titulares patrimoniais ou jubileus, mediante apresentação da cédula de identidade associativa com a TMD (mensalidade) do mês ou imediatamente anterior quitada. No impedimento físico do associado detentor do Titulo Patrimonial ou Jubileu, seu cônjuge ou companheiro(a) dependente pode votar pelo titular, desde que se apresente na Seção Eleitoral munido de declaração formal firmada pelo titular. Em nenhuma outra hipótese é admitido o voto por pessoa interposta. (assessoria)

Continuar Lendo
Click para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Educação do Paraná tem a maior evolução desde 2005

Publicado

em

Desde 2005 o Paraná não experimentava uma evolução tão grande na avaliação da qualidade do ensino público, conforme mostra o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). No Ensino Médio, a nota estadual teve a alta mais expressiva do Brasil, de 0,7. Com o avanço histórico, Estado saiu do sétimo para o quarto lugar no ranking de escolas públicas.

Nos Anos Finais do Ensino Fundamental (6o. ao 9o. Ano), a nota da rede estadual também obteve o maior crescimento absoluto do País (0,5). Assim, o sistema paranaense sai do sétimo para o terceiro lugar na classificação nacional divulgada nesta terça-feira (15) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

Os dados mostram que o desempenho das turmas do 6o ao 9o Ano fez a nota do Paraná subir de 4,6 (2017) para 5,1 (2019). São Paulo e Goiás, obtiveram 5,2. No Ensino Médio a evolução foi de 3,7 para 4,4. Com o salto, o Paraná fica com a mesma nota de Pernambuco e próximo de Goiás (4,7) e Espírito Santo (4,6).

CONDIÇÕES – “O desempenho obtido pelos nossos alunos demonstra o esforço do governo para criar as condições de evolução do sistema de educação do Estado”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “A nota do ensino médio, com alta de 0,7, representa o maior avanço de todos os tempos no Brasil na avaliação desta fase do ensino”, ressalta ele.

Nos Anos Finais do Ensino Fundamental, o resultado das provas do IDEB coloca o Paraná entre os seis únicos estados a alcançar a projeção de evolução estabelecida pelo Inep para 2019. Tanto nesta etapa quanto no Ensino Médio, a performance das turmas reduziu a diferença de desempenho da rede pública para a rede privada.

TODO ESTADO – O IDEB de 2019 mostra que colégios de 90% dos municípios do Paraná alcançaram alta no desempenho de alunos do Ensino Médio. Das 399 cidades do Estado, houve melhora na nota em 359 cidades. Destas, 336 (80%) atingiram a meta estipulada pelo INEP. A qualidade do ensino evoluiu também entre os alunos dos anos finais do Ensino Fundamental. Houve alta em 336 municípios, e 140 atingiram a meta projetada.

INOVAÇÃO – O secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Feder, destaca que o IDEB reflete políticas inovadoras de ensino que o Paraná vem adotando nos últimos dois anos. Ele destaca iniciativas com o Prova Paraná, Presente na Escola, Tutoria Pedagógica e Mais Aprendizagem.

“Além de novas ferramentas, temos que ressaltar o empenho e o envolvimento do quadro de professores e profissionais do magistério”, afirma Renato Feder. “É o conjunto de ações que traz resultados tão expressivos como o que estamos vivenciando”, destaca o secretário.

FUNDAMENTAL I – O IDEB mostra ainda a evolução do ensino fundamental nos anos iniciais, da 1a. até a 5a. séries. Nesta área, o desempenho das turmas de escolas públicas colocou o Paraná em primeiro lugar no ranking brasileiro. Em 2017, o Estado estava na quinta posição. A nota na atual avaliação é 0,4 maior do que na rede privada de ensino. (Foto: AEN)

Continuar Lendo

Cidades

Redução no consumo de água foi de 14%. Desafio é chegar a 20%

Publicado

em

Moradores da Região Metropolitana de Curitiba reduziram o consumo de água em torno de 14% em agosto, em relação ao mês de abril, quando estava em vigor o rodízio parcial de abastecimento. O consumo médio de água por residência caiu de 10 mil litros, em abril, para 8,5 mil litros, em agosto.

“O desafio agora é chegar aos 20%, conforme a nossa meta”, afirma o diretor de Meio Ambiente da Sanepar, Julio Gonchorosky. Ele explica que esse desafio se intensifica por causa do tempo seco e das temperaturas em elevação registradas nos últimos dias e previstas para o próximo período. Neste fim de semana, em Curitiba, as temperaturas máximas devem chegar a 31°C, segundo o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar).

“Neste momento é essencial que a população se engaje plenamente à campanha Meta20. Muita gente já adotou novos hábitos de consumo, mas é preciso que mais gente reduza o uso da água. Isso nunca foi tão necessário como agora”, afirma o diretor.

Nesta sexta-feira (11), o nível médio das barragens do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana chegou a 33,46%. “Sem economizar, a água vai faltar. Nossos reservatórios estão baixando, mas a nossa responsabilidade, não”, alerta o diretor.

ALÉM DAS DIVISAS – A seca que afeta todo o Paraná, com chuvas bem abaixo da média histórica, está ultrapassando as divisas geográficas. A Região Metropolitana de São Paulo já registra queda nos reservatórios, que se aproximam dos 50%.

Foto: Sanepar

Continuar Lendo

Cidades

Fatura de água vermelha alerta para uso racional da água

Publicado

em

Os clientes da Sanepar de Curitiba e Região Metropolitana recebem a partir desta semana a fatura de água na cor vermelha. O novo modelo, que substituirá temporariamente o azul tradicional da companhia, faz parte de uma estratégia para alertar sobre a necessidade do uso racional da água.

Desde agosto, as contas já trazem dicas de economia de água, que podem ser acessadas pelo celular por meio de um QR Code (código de barras em imagem quadrada). São práticas que as pessoas podem adotar para reduzir o consumo em 20%, conforme a campanha Meta20, lançada pela Sanepar com o objetivo de garantir níveis mínimos dos reservatórios durante a crise hídrica.

Continuar Lendo

Tendência