perfis de aluminio alupex pinhais

Emprego

Agência do Trabalhador de Quatro Barras oferece vagas para soldador e auxiliar de produção

Publicado

em

A Agência do Trabalhador de Quatro Barras estará, a partir da próxima segunda-feira (10), às 14h, entrevistando interessados a ocupar as 50 vagas abertas para soldador e 30 vagas para auxiliar de produção, ambas para preenchimento em empresas instaladas na cidade. No momento de se candidatar às vagas é importante que o interessado esteja portando a Carteira de Trabalho e currículo.

Para participar da seleção ao cargo de soldador é necessário que o candidato seja do sexo masculino, tenha ensino fundamental completo e experiência de um ano como soldador. O salário é de R$ 2 mil reais, além dos benefícios.

Já as vagas de auxiliar de produção precisam, necessariamente, ser preenchidas por homens, que tenham experiência com metalúrgica, ensino médio completo e conhecimento em mecânica básica.

“Nosso objetivo é oferecer aos desempregados da cidade, que se encaixem neste perfil, a oportunidade de relocação no mercado de trabalho. Vale ressaltar a importância do cuidado com as medidas de prevenção ao coronavírus e o distanciamento social no momento das entrevistas, por isso, pedimos desde já a colaboração dos candidatos” disse Marcel Guimarães, gerente do Sine Quatro Barras. (Foto: SCPMQB)

Emprego

Agências do Trabalhador disponibilizam 3.107 vagas de emprego nesta semana

Publicado

em

As 216 Agências do Trabalhador do Paraná disponibilizam nesta semana 3.107 oportunidades de empregos com carteira assinada em empresas do Estado. Dessas vagas, 959 estão nas agências de Curitiba e Região Metropolitana.

As agências são vinculadas à Secretaria de Justiça, Família e Trabalho. A estratérgia adota pelo Governo do Estado para ampliar a oferta de postos de trabalho é que os servidores das agências tenham uma postura ativa e busquem as vagas diretamente com as empresas.

As áreas que ofertam oportunidades abrangem os setores da indústria, serviços, comércio e construção civil. As principais vagas disponíveis são para auxiliar de linha de produção (2.095 vagas), operador de telemarketing ativo e receptivo (190 vagas) e abatedor de aves (171 vagas).

ATENDIMENTO  Os atendimentos presenciais estão sendo realizados mediante agendamento prévio, das 9h às 17h. Os agendamento pode ser feito pelo site www.justica.pr.gov.br/Trabalho.

Os interessados nas vagas de emprego também podem buscar orientações entrando em contato com as Agências do Trabalhador do município onde residem pelo site www.justica.pr.gov.br/Pagina/Escritorios-Regionais, pelo aplicativo Sine Fácil (disponível gratuitamente para celulares Android e IOS) ou em empregabrasil.mte.gov.br/.

O profissional também pode habilitar seu Seguro Desemprego através do aplicativo Carteira de Trabalho Digital, disponível para os sistemas Android ou IOS.

OFERTA DE VAGAS – Empresários e trabalhadores de todo o Paraná que procuram ou ofertam vagas e que estiverem com dificuldade de finalizar o atendimento nas ferramentas digitais, tais como Portal Emprega Brasil e aplicativos da Carteira de Trabalho Digital, Sine Fácil e Paraná Serviços, podem receber o suporte técnico por meio do Chat do Trabalhador, no site da secretaria estadual da Justiça Para acessar o chat, basta entrar no link: sac.trabalho.pr.gov.br.

Em Curitiba, o contato para ofertar vagas pode ser feito contato através dos telefones (41) 3883-2220, 3883-2228, 3883-2239 e 3883-2236. (Foto: SJUF/AEN)

Continuar Lendo

Emprego

Evento virtual aborda carreira e comemora o Dia do Trabalhador

Publicado

em

Em homenagem ao Dia do Trabalhador (1º de maio), a Secretaria estadual da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) promove neste sábado (1º), às 10 horas, um evento virtual comemorativo. Ele será realizado por meio do Departamento do Trabalho e Estímulo à Geração de Renda e da Escola de Educação em Direitos Humanos (Esedh), em parceria com a UniDomBosco

A transmissão online começa com uma palestra sobre a empregabilidade que abordará questões de Emprego e Carreira, como identidade profissional, expectativa de mercado sobre profissional contemporâneo, seleção, entrevista e ações em dinâmicas. A palestra será ministrada pela psicóloga e professora no Centro Universitário UniDomBosco, Lorena Vedovato.

Também será realizada a intermediação de vagas de emprego para os participantes com cadastro, consultas e encaminhamentos para as vagas disponíveis nas Agências do Trabalhador de Curitiba e Região Metropolitana pelo Chat Online do Trabalhador que poderá ser acessado pelo site www.justiça.pr.gov.br/trabalho.

A Agência do Trabalhador de Curitiba retomou o atendimento presencial nesta segunda-feira (26) com uma novidade: além de buscar uma colocação no mercado, os trabalhadores poderão contratar linhas de microcrédito para pequenos negócios com por meio dos programas Banco do Empreendedor e Banco da Mulher Paranaense. (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

Continuar Lendo

Emprego

Publicada lei que cria o programa de manutenção do emprego e renda

Publicado

em

O Diário Oficial da União de hoje (7) traz a publicação da Lei nº 14.020/2020, que instituiu o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda, como forma de diminuir os efeitos econômicos e sociais causados pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

O texto, sancionado com vetos pelo presidente Jair Bolsonaro, teve como base a Medida Provisória 936, editada no início de abril pelo governo e que foi aprovada pelo Congresso no mês passado, com algumas alterações.

A lei permite a suspensão temporária do contrato de trabalho por até 60 dias e a redução proporcional de salários e da jornada dos trabalhadores pelo período de até 90 dias. Esses prazos podem ser prorrogados. O objetivo é diminuir as despesas das empresas em um período em que estão com atividades suspensas ou reduzidas.

No caso de redução de jornada e salário em 25%, 50% ou 70%, o governo paga um benefício emergencial ao trabalhador para repor parte da redução salarial. As empresas podem optar ainda por pagar mais uma ajuda compensatória mensal a seus funcionários que tiveram o salário reduzido.

O benefício é calculado aplicando-se o percentual de redução do salário a que o trabalhador teria direito se requeresse o seguro-desemprego, ou seja, o trabalhador que tiver jornada e salário reduzidos em 50%, seu benefício será de 50% do valor do seguro desemprego ao que teria direito, se tivesse sido dispensado. No total, o benefício pago pode chegar até a R$ 1.813,03 por mês.

No caso de suspensão temporária do contrato de trabalho em empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões, o trabalhador receberá 100% do valor do seguro desemprego a que teria direito. Para empresas com faturamento maior, o valor do benefício pago pelo governo será de 70% do seguro desemprego, enquanto a empresa pagará uma ajuda compensatória mensal de 30% do valor do salário do empregado.

Garantias

O recebimento do benefício emergencial não alterará o valor do seguro desemprego a que o empregado vier a ter direito, caso seja dispensado. O funcionário também terá estabilidade no emprego pelo período equivalente ao acordado para a redução ou a suspensão. Caso ele seja dispensado antes, sem justa causa, a empresa deverá pagar uma indenização.

As medidas de redução ou suspensão do contrato de trabalho poderão ser celebradas por meio de acordo individual com empregados que têm curso superior e recebem até três salários mínimos, o equivalente a R$ 3.135, ou mais de dois tetos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ou seja, salários acima de R$ 12.202,12. Trabalhadores que recebam salários entre R$ 3.135 e R$ 12.202,12 só poderão ter os salários reduzidos mediante acordo coletivos.

Durante a vigência do estado de calamidade pública em razão da pandemia da covid-19, a lei garante que os trabalhadores que tiveram contrato suspenso ou jornada e salários reduzidos poderão renegociar dívidas contraídas com o desconto em folha de pagamento ou na remuneração.

O presidente Jair Bolsonaro vetou 13 dispositivos da lei. As razões dos vetos também foram publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira (7) e serão analisadas pelo Congresso Nacional.

Balanço

De acordo com o Ministério da Economia, desde a publicação da MP que institui o benefício até o dia 26 de junho, 11,6 milhões de acordos individuais e coletivos foram celebrados e R$ 17,4 bilhões já estão na conta dos trabalhadores.

As reduções de jornada somam 6,1 milhões, as suspensões totalizam 5,4 milhões e os intermitentes 167 mil. Entre as reduções, 2,2 milhões são de 70%. As reduções de 50% somam 2,1 milhões e as de 25%, 1,7 milhão. (Fonte: Agência Brasil)

Continuar Lendo

Tendência